“Beautiful Things” – Seja Excelente

Esposa de Pastor

O restabelecimento da minha comunhão com Deus mudou meu casamento

Olá, Dona Ester

Escrevi para a senhora com o desejo de compartilhar meu testemunho e experiência de fé que tive com Deus, após casar e entrar para a obra.
Estou casada há 1 ano e 7 meses, durante os primeiros 8 meses vivi momentos horríveis no meu casamento. Frieza e indiferença do meu marido, um tratamento imaturo e insensível,  ele me desprezava em tudo e foram oito meses de muito choro e dor.
Sempre idealizei o casamento, com um homem de Deus no altar, como algo inabalável. Quando namorava com ele, e esse namoro durou 3 anos e meio, pensava que a nossa união seria estável desde o primeiro dia, pois os dois eram de Deus.
Contudo, fui surpreendida por esta situação, deiatenção total à dor que se formava dentro de mim, e isso desviou meu foco de agradar a Deus. Até recorria a Deus, mas não sabia o que fazer, nem que atitude tomar para reverter aquela situação.
Eu pensava: Como pode um homem que se mostrou tão respeitador durante o namoro, não me respeitar como esposa e tampouco demonstrar algum gesto de sentimento por mim? Me senti enganada até por Deus, pois sempre busquei n’Ele a pessoa certa, não casei sem Sua direção. E agora? Pensei assim porque estava longe d’Ele.
Na verdade, meu marido era e é um homem de Deus, e deveria também estar bem decepcionado comigo. Um dos meus maiores erros nesse período foi o de ter confiado em todas as pessoas que estavam ao meu redor, pois não precisava de 5 minutos de conversa e eu já estava contando meu problema.
Um dia pela manhã, após ter passado a noite chorando, pedi a Deus uma solução definitiva ou não suportaria aquilo por mais tempo. Teria uma reunião naquela quinta-feira para pastores e esposas, e pedi para Deus usar o bispo para falar com meu marido. Esperava que ele ouvisse o bispo, pois não ouvia a mim, que sempre o cobrava.
Para minha surpresa eu fui o alvo. O bispo falou de esposas que estavam até com depressão em outros países por não terem nascido de Deus. A senhora imagina o baque que eu tomei.
Pensei: Agora é que meu marido vai pensar que sou uma endemoninhada, pois não paro de chorar! Mas Deus estava ali atendendo o meu pedido de oração daquela manhã, pois estava me mostrando que eu era o problema.
Saí arrasada da reunião, mas algo diferente aconteceu. Na saída, meu marido não estava pior comigo, com mais repulsa, não! Ele estava com um olhar de carinho e compaixão.
O Espírito Santo deve ter tocado nele para me ajudar. Vi amor em seus olhos. Ele foi para a igreja e eu para casa. No caminho meditei e tomei uma decisão, eu mudaria e isso traria a mudança de tudo.
A primeira coisa que fiz foi restabelecer a comunhão com o meu 1º Marido, o Senhor Jesus, e mudar minhas atitudes. A partir daí as coisas não mudaram, ele ainda era imaturo e isso traria atitudes que iriam continuar me machucando, mas com uma diferença: eu estava preparada para amadurecer com ele, eu entendi que as minhas atitudes até aquele momento estavam só piorando minha imagem para o meu marido e, acima de tudo, desagradando ao Meu Senhor.
Depois que eu mudei, passei a ser uma esposa submissa, a respeitá-lo, pois como eu poderia querer seu respeito se ele se sentia enfrentado por mim quando eu mostrava minha razão?
Enfim, passei a realmente confiar em Deus quando deixei de esperar nos homens. Agora era eu e Deus para vencer essa situação. Me tornei uma pessoade oração, já não recorria aos “ouvintes de meu lamento”, quando enfrentava uma nova situação recorria à oração e pedia a direção a Deus. Ao invés de discutir ou chorar, aprendi a hora e a maneira certa de falar com o meu marido, aprendi a depender de Deus e Ele passou a guiar-me, isso fez com que uma mudança interior se tornasse visível.
Meu marido já não era mais frio e indiferente, já não precisava mais mendigar seu carinho como antes. Ele passou a me dar sua vida em resposta da minha renúncia e entrega para ele.
Hoje sei o significado de sacrifício no casamento. Ele só acontece quando há o sacrifício da própria vida com Deus. Durante um tempo, esse sacrifício no casamento ficou sendo só da minha parte, mas Deus me honrou e hoje através da minha comunhão com Deus, em Tê-lo em primeiro lugar, diariamente, nas minhas orações, tudo eu posso.
Posso mudar até o ministério dele, pois meu marido, mesmo tendo 9 anos de obra,  fazia aquela reunião “leite”, só alimentava os novos e hoje através da oração, seu ministério deu um salto, até ele está muito mais aplicado em sua comunhão.
Seu trabalho tem sido abençoado a cada dia. Não sou mais estéril espiritualmente, os frutos estão nascendo. Existe a guerra do lado de fora, mas há paz interior,  e nossa união está chegando no delicioso purê.
Deus abençoe a senhora e ao bispo pelas orientações e também aos artigos da Dona Cristiane e Dona Viviane, que me orientam a cada semana.
Um carinhoso abraço.
(Foi um prazer ter conhecido a senhora mais de perto na última quinta-feira).
Elizélia Jardim
Fonte : blog do bispo macedo

Como vencer o passado?

Recuse construir seu futuro em torno de seu passado, não deixe que ele roube seu potencial. Enquanto alguns de nós ficamos relembrando experiências dolorosas, construímos todo nosso estilo de vida em cima dessas experiências. Isso é perigoso e devastador.

Quando você fala do seu passado, você o perpetua e prolonga ainda mais o mal-estar causado pelo passado.

Pessoas do passado raramente participarão de seu futuro. É natural e normal querer trazer alguém para perto de nós quando obtemos sucesso. Mas poucos serão qualificados para isso.

Seu futuro deve ser conquistado. Não está garantido. Não é igual ao de todo mundo. É colheita resultante das sementes que semear. Trazer pessoas do passado para o futuro é como usar odre velho para o vinho novo. Afaste-se do seu passado. Você já usufruiu os benefícios que ele ofereceu, não perca energia tentando consertar o que já passou. Suas conversas devem se tornar criativas. Encontre novos amigos e novos lugares e não prolongue uma conversa quando o assunto já terminou. Você ficaria mastigando a mesma comida por três horas? Claro que não. Você ficaria lendo a mesma página do livro por três dias? Claro que não.

Quando algo termina, está terminado. Reconheça isso.

Compreenda quando uma fase da sua vida foi concluída e se empenhe para a próxima fase que Deus preparou para você.

Who Am I

Publicado por Juliana Paz

Marketing Digital

Estava acessando o site MarketingImob.com, e gostei muito desse vídeo que mostra como funciona o marketing digital. Veja :

O Amor….

É uma santa disposição nos dada quando nascemos de novo de Deus. É o amor de Deus derramado em nossos corações pelo Espírito Santo. O verdadeiro amor espiritual é caracterizado pela mansidão e ternura, todavia, é vastamente superior às cortesias e vontades da carne. Devemos ser cuidados para não confundir sentimentalismo humano, alegria carnal, amabilidade e afabilidade humana com o verdadeiro amor espiritual. O amor que Deus ordena, primeiramente para com Ele e então para com os outros, não é o amor humano. Não é um amor indulgente e egoísta, o qual já está em nós por natureza.
A verdadeira natureza do amor cristão é um princípio justo que busca o mais alto bem dos outros. É um desejo poderoso de promover o bem-estar deles. O exercício do amor deve estar estreitado com a vontade de Deus. Nós devemos amar na verdade.
O próprio Senhor Jesus é o nosso exemplo. Ele não foi somente atencioso, gentil, auto-sacrificante e paciente, mas Ele também corrigiu Sua mãe, usou um chicote no Templo, censurou severamente as dúvidas dos discípulos e denunciou os hipócritas.
O verdadeiro amor espiritual é muito difícil de exercitar, pois não é nosso amor natural. Por natureza, nós amamos sentimentalmente e produzimos bons sentimentos. Além disso, muitas vezes o verdadeiro amor espiritual não é recebido em amor, mas é odiado como os fariseus o odiaram.

Ame como Ele te ama !

Um Lindo Dia…

Um lindo dia não se resume apenas em uma manhã de sol , sem nuvens e com flores.

O fato de ser de Deus e assumir o Senhor Jesus, também torna os dias lindos, mesmo com tantas lutas e perseguições ! A sociedade tem se deixado levar pelo dinheiro, pela ganância, pelo status, pelas fofocas e muitas outras coisas, que se ficar listando, ficarei escrevendo por horas ! Por isso, a grande maioria das pessoas não têm tido lindos dias !

Mas, a minha maior alegria, é saber que eu não preciso ser reconhecida por ninguém, e que a minha glória é fazer com que as pessoas conheçam ao Deus que me salvou e que tem feito de todos os meus dias, lindos dias !


 

 

 

 

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes